12 de Abril de 2010

E aí está mais uma das muitas visitas de estudo que se fez no âmbito da disciplina de História do Urbanismo. Desta vez ao bairro Les Olympiades localizado naquele que é o arrondissement menos 'parisiense', digamos assim, não por ser a região onde se localiza a maior Chinatown da Europa, assim como uma grande porção de imigrantes vietnamitas, mas devido ao factor arquitectónico, que é bastante peculiar, e diferente do resto da cidade.

A maior marca dessa diferença é este bairro de 'quase' arranha-céus (a maior torre tem 104 metros de altura), que embora possa dar a impressão de que pertence aos subúrbios de Paris, não é verdade, está mesmo na Paris centro... Les Olympiades porquê? Cada torre tem o nome duma cidade que já recebeu os jogos olímpicos (medo da chamada crise de identidade arquitectónica).

Apesar de esteticamente muito discutível, este bairro pertence a uma corrente urbanista, que felizmente (ou não) não teve grande continuidade. Mas é dessa corrente que consistiu esta visita de estudo, e fica aí então uma pequena aula de história de urbanismo. Prometo não maçar...

 

DSC02613-w307.JPG DSC02546-w307.JPG
DSC02547-w307.JPG DSC02550-w307.JPG

A partir de grandes influências daquele que é o senhor da arquitectura moderna, Le Corbusier, surgiu o Urbanismo de Dalle, que consiste numa ideia bastante espectacular de como conceber uma cidade. Bastante espectacular mesmo!... Mas na teoria...

Basta imaginar uma cidade, onde no solo natural só haveria estradas e parques de estacionamento, e a cerca de uns bons metros de altura existiria um solo artificial, com edifícios em forma de altas torres, e o resto do espaço para comércio, ruas só pedonais, grandes praças e espaços verdes. Realmente, a ideia é futurista, em certa medida utópica, e as vantagens são aparentemente claras, ainda que imaginar o custo de manutenção duma obra-prima de engenharia que seria o solo artificial, pode assustar um pouco!

 

DSC02551-w307.JPG DSC02553-w307.JPG

 

Em Paris existem dois grandes exemplos desta corrente: Les Olympiades e La Défense. O primeiro é o exemplo que correu mal, o segundo é o exemplo que correu bem. Quando Les Olympiades foi construído, nos anos 70, a ideia era de fixar em peso a população jovem numa zona com grande proximidade industrial e comercial. Mas os parisienses assustaram-se com a monstruosidade das torres, e deixaram aquilo vazio. Em 1975, uma grande onda de população asiática aproveitou, e ocupou o bairro (que já tinha escolas prontas, centros comerciais, etc..).

Hoje, existe um projecto de renovação do quarteirão, que pretende sobretudo diminuir o isolamento das ruas que estão a 8 metros de altura do resto da cidade...


DSC02554-w307.JPG DSC02612-w307.JPG
DSC02617-w307.JPG DSC02545-w307.JPG

 

É bom ver, que actualmente em Paris, sempre que uma zona está mal, há sempre projectos de renovação em curso. Como referi, o bairro La Défense, que fica fora de Paris centro, foi um exemplo de urbanismo de Dalle de sucesso ('Dalle' é o nome dado ao solo artificial). Mas mesmo assim, a ambição de ser o maior centro financeiro da Europa, impôs mais políticas de renovação para uma zona que irá receber não tarda, um bom número de arranha-céus futuristas.

publicado por Nuno às 22:31

Estudantes do Institut Français d'Urbanisme
Procurar coisas:
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30


Temperaturas por estes lados:
Weather in Paris
blogs SAPO