06 de Setembro de 2011

aqui tinha falado da importância deste grande parque para os parisienses, mas numa perspectiva fria e 'outonal'... Como é de esperar, mal vem o calor, e a vegetação se torna colorida, este parque torna-se num dos locais mais animados da cidade. Campeonatos de xadrez, corrida de barquinhos à vela no lago, muitos trabalhadores 'do bronze', e muita, muita gente... Com as viagens lowcost, o mundo ficou bem mais próximo, as pessoas entram num avião da Easyjet, viajam para Paris, aproveitam o fantástico ambiente do Jardin du Luxembourg, comem numa das belas esplanadas de St-Germain-des-Prés ali tão perto, e regressam ao seu país com a alma cheia. O resultado é o que se vê nas fotos a seguir: a multidão a fundir-se na natureza formal...

 

 

 

  

  

 

Momento de publicidade à parte, este jardim, não ficando tão próximo de importantes monumentos vai-se mantendo longe dos centros turísticos, recolhendo estudantes e trabalhadores em tempo de descanso, que aqui procuram o melhor local para estudar, repousar ou lanchar. As crianças têm parques próprios, existem campos desportivos, e muitas actividades, sobretudo por esta altura da Primavera. Quem diria que este parque de 25 ha foi no entanto só aberto ao público no século XIX, quando o seu dono, futuro rei Luís XVIII, deixou que as pessoas pagassem uma taxa para entrar e desfrutassem do pomar. Hoje o palácio é a sede do Senado francês, mas todo este lugar foi criado no século XVII com o propósito de abrigar Maria de Médicis, viúva de Henrique IV, que queria um palácio bem resguardado ao estilo da sua terra natal, Florença. Hoje o seu nome apelida a grande fonte do lado Este do edifício.

 

 

 

 

 

 

publicado por Nuno às 15:24

Estudantes do Institut Français d'Urbanisme
Procurar coisas:
 
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
16
17

18
19
20
23
24

25
26
27
28
29


Temperaturas por estes lados:
Weather in Paris
blogs SAPO