29 de Novembro de 2009

Depois da primeira semana de aulas, a Urbi, uma espécie de associação de estudantes do Institute Français d'Urbanisme (IFU), organizou um fim-de-semana dedicado ao urbanismo, como se de uma saudável praxe se tratasse. E tratou-se mesmo; a tarde daquele sábado consistia num peddy-paper pelo 20º arrondissement de Paris, embora eles nos tentassem explicar como sendo uma caça ao tesouro. O primeiro ponto de encontro era a estação de metro Gambetta, não muito longe do famoso cemitério de Pére Lachaise. Fizémos equipas, e cada uma tinha uma lista de pistas. O jogo só acabava quando tirássemos fotos a todos os cantos daquela zona de Paris que correspondessem às pistas...

 

 

 

 

O 20º arrondissement é das zonas menos turísticas da cidade, no entanto não deixa de apresentar um carácter artístico forte, com os moradores a darem-lhe uma identidade própria. Para uma caça ao tesouro não haveria local melhor. Apesar de eu e a Vânia não entendermos bem as pistas, os nosso olhos seguiam todos os pormenores curiosos que poderiam estar nas fachadas dos edifícios ou em plena rua.

Já cansados de caminhar, é então que começa a chover, e aproveitámos para nos abrigar e descansar. Mais tarde reparámos que éramos a equipa mais atrasada, mas nada que nos fizesse desistir. As pistas acabaram por nos levar ao cemitiério de Pére Lachaise, onde ficámos impressionados com a beleza e o valor turístico das campas. Provavelmente alguém que não tivesse sido famoso não estaria enterrado ali! Mas tínhamos de nos despachar e a visita à campa do Jim Morrison teria de ficar para outra altura...

 

 

 

 

De Pére Lachaise fomos ter ao belíssimo parque de Belleville, com uma vista soberba sobre a cidade (quem diz que Paris é plano engana-se...). Pouco faltava para terminármos. Descémos a longa e inclinada rua de Belleville, e virámos na estreita rua pedonal Dénoyez. Rua esta rica em arte urbana, quais pintores intelectuais quais quê, aqui até as placas de sinalização são suportes para alguém exprimir os seus sentimentos. Uma rua de culto, em que cada canto foi alvo de pinturas ou até escultura. Vandalismo bem feito, humilhando as fachadas portuguesas cobertas de tags! Seria ali que resolveríamos a última pista...

No fim, como não podia faltar, celebrámos numa esplanada, com um brinde e a apreciar alguns aperitivos típicos de Paris!

O orgulho pelo curso de Urbanismo já se fazia sentir...

 

 

 

publicado por Nuno às 13:54

Estudantes do Institut Français d'Urbanisme
Procurar coisas:
 
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
18
19
20
21

23
24
25
27

30


Temperaturas por estes lados:
Weather in Paris
blogs SAPO