16 de Janeiro de 2013

Há quem diga que Paris só tem um defeito. Não tem mar. Daí esta idolatria toda em relação ao rio Sena, seguido dos canais. Percorrer as suas margens é dos melhores percursos que se pode fazer. Numa cidade tão densa e relativamente plana, é nas margens mas sobretudo nas suas pontes, que se pode observar o tecido urbano, as torres, os reflexos, os telhados e os vazios. Mas mais do que as perspectivas possíveis este top reflecte a importância cultural e histórica destas pequenas obras de engenharia que tornaram a Rive Droite e a Rive Gauche tão próximas.

 

6 - Passerelle Simone de Beauvoir


(ver artigo aqui)

Esta moderna ponte pedonal situa-se em Bercy, uma antiga zona industrial que sofreu profundas revitalizações. As maiores marcas dessas transformações encontram-se em torno desta espécie de dupla-ponte-interlaçada. Falo não só da Biblioteca Nacional como do Ministério das Finanças, o Palais Omnisports e o grande parque verde multi-funções. É o maior núcleo de arquitectura contemporânea em Paris.

Factor-chave: modernices

 

5 - Pontes do Canal Saint-Martin


(ver artigo aqui)

O canal Saint-Martin é o mais recente símbolo do charme parisiense. Além das comportas, são as pequenas pontes em arco que distinguem este canal dos restantes.

Factor-chave: ambiente pitoresco

 

4 - Pont Neuf


(ver artigo aqui)

Apesar do nome, é a ponte mais antiga de Paris. A bela grossura das arcadas revela isso mesmo. Porém, a ponte vale mais pelas áreas que une: a Île de la Cité e as duas grandes margens da cidade.

Factor-chave: ponte histórica

 

3 - Passerelle des Arts


(ver artigo aqui)

A mais popular ponte pedonal de Paris é vizinha da Pont Neuf mas exactamente o oposto no que toca à 'leveza'... Esta simples estrutura em ferro com o tabuleiro em madeira tornou-se mítica por servir mais de local de permanência do que de passagem. Os 'aluquetes do amor' são a maior prova disso.

Factor-chave: romantismo

 

2 - Pont Bir-Hakeim


(ver artigo aqui)

É a ponte dos filmes de Hollywood. Não é a única a ter dois tabuleiros a servir o metro e os automóveis, mas a forma como o faz é arquitecturalmente bela. As esculturas, as colunas e os candeeiros formam um passeio pedonal de excelência. As vistas para a Torre Eiffel e a forma como a ponte fura a linha de prédios da margem oposta, constitui uma linha de metro imperdível.

Factor-chave: magnificiência

 

1 - Pont Alexandre III


(ver artigo aqui)

É A ponte de Paris. A mais magnífica. A que encheu de orgulho Napoleão. Há quem ache a ornamentação exagerada, mas para ligar os Invalides aos Champs Elysées, não podia ser de outra forma.

Factor-chave: magnificiência

(fotos retiradas da web)

publicado por Nuno às 17:53

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.


Estudantes do Institut Français d'Urbanisme

ver perfil

seguir perfil

4 seguidores
Procurar coisas:
 
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
31


Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
31


Temperaturas por estes lados:
Weather in Paris
subscrever feeds
blogs SAPO