11 de Dezembro de 2011

Continuação do passeio pelos arredores de Bercy, desta vez ao seu moderno parque que contrariou as habituais políticas de transformar áreas abandonadas em amontoado de prédios. Ora, num local tão estratégico como este, bem junto ao centro histórico de Paris, resistir à pressão imobiliária não deve ter sido fácil, muito menos para construir um parque verde de 70 hectares!

Tais como outros parques mais recentes de Paris, este de Bercy apresenta algo que o torna diferente para cativar os parisienses. Estes habituados aos idílicos jardins, encontram aqui uma alternativa bem interessante...

 

 

Na verdade isto é um conjunto de 3 parques, dispostos ao longo da marginal, com funções relativamente distintas. Um conjunto de arquitectos e paisagistas, no ínicio da década de 90, decidiu então não só criar uma zona verde mais prática e desportiva, como respeitar o passado vinícola do local, criar um pequeno bosque formal, e estabelecer hortas pedagógicas. Outro pormenor interessante é o facto de não haver ruas à vista, isto porque os edifícios estão completamente adjacentes ao parque, e do lado do Sena, a via marginal está coberta por uma plataforma elevada, também ela um jardim cheia de esculturas representado diversas culturas... Aqui as vistas são simplesmente magníficas...


publicado por Nuno às 22:36

O último post da rubrica 'Paris Turístico é Pleonasmo!', com o patrocínio dos voos lowcost da Edreams, era dedicado aos mercados de pechinchas que cobrem ruas, praças ou pavilhões da cidade. Muitos deles vendem também frutas e legumes, assim como enchidos, queijos, e em alguns casos doces... Neste artigo, vou listar apenas os mercados especializados na venda de comida, que como devem saber tem uma componente sagrada para os franceses. O que não será muito diferente de nós portugueses, que já se apressaram em fazer a lista pseudo-mediática das '7 Maravilhas da Gastronomia'. Daqui uns anos é bem provável que me meta num avião da TAP, faça uma viagem a Paris, e me instale numa destas feiras mostrando o que de melhor tem a nossa gastronomia, tudo em prol da qualidade dos produtos portugueses... Até lá, resta-me apreciar os produtos (quase) sempre frescos destes locais:

 

Rue Cler (feira chique frequentada por famosos...)

Metro École-Militaire - 7º arrondissement

 

Marché des Enfants Rouges (a mais antiga e animada)

Metro Temple - 3º arrondissement


 

Marché St-Germain (mercado coberto com produtos de vários países)

Metro Mabillon - 6º arrondissement

 

Rue Lepic (pequena feira no coração de Montmartre)

Metro Blanche - 18º arrondissement


 

Rue Poncelet (vende de tudo um pouco, de doces até charcutaria)

Metro Ternes - 17º arrondissement

 

 

Marché President-Wilson (outro mercado chique, especializado nas carnes)

Metro Alma-Marceau - 16º arrondissement

 

Marché Raspail (vende produtos portugueses! Mas é caro...)

Metro Rennes - 6º arrondissement

 

Rue de Seine/Buci (cara, mas de excelente qualidade)

Metro Odéon - 6º arrondissement

 

(fotos retiradas da web)

publicado por Nuno às 21:48

Estudantes do Institut Français d'Urbanisme

ver perfil

seguir perfil

4 seguidores
Procurar coisas:
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
24

25
26
27
28
29
31


Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
24

25
26
27
28
29
31


subscrever feeds
blogs SAPO