16 de Outubro de 2009

Ir a Roma e não ver o Papa? Talvez.... O que acontece é  que o 'Macdô', como dizem os franceses é dos poucos locais com internet grátis, e internet era por estes dias o nosso maior auxílio. Pusémos tantos anúncios na web para alojamento, e como tínhamos de actualizar constantemente os que já tínhamos, raramente desligávamos os portáteis.

 

Domingo, terceiro dia em Paris, último dia antes de 'ingressar' na nova universidade, e com alojamento por definir, toca a despedirmo-nos do Woodstock, e ir direitinho ao Macdonalds mais perto, que fica onde? Boulevard de Clichy obviamente! (mais exactamente em Pigalle) No entanto quem já veio a Paris sabe que existe um Mac de 10 em 10 metros, mas pronto...Era mesmo o mais perto...

 

 

Portáteis em cima da mesa, à cusca duma tomada, e a fazer de conta que consumíamos alguma coisa, nisto um rapaz e uma rapariga sentam-se na mesa ao lado da nossa, e começaram a falar português como se não houvesse amanhã. À primeira oportunidade lá meti conversa, e adivinhem quem eram: mais dois estudantes portugueses de Erasmus à procura de alojamento em Paris!...

Bem, como eles já tinham chegado a Paris há muito tempo, já tinham obtido muitas informações que foram preciosas para nós. Entre elas, o destaque vai para uma espécie de agência universitária de apoio ao alojamento e não só, chamada Crous (www.crous-paris.fr/), e uma outra agência que ajuda mesmo financeiramente (e que ajuda! quase 100 euros no mínimo), o CAF, Caisse d'Allocations Familiales (www.caf.fr/wps/portal/). Outra informação porreira que nos deram foi saber que existe uma rede wireless que cobre praticamente toda a cidade, e partilharam os códigos connosco (se alguém quiser, eu depois envio por mail).

Estas informações tão preciosas foram no entanto acompanhadas por um desânimo geral no que toca a arranjar local para viver em Paris. O sentimento de desistência começava a impôr-se, e só com muita sorte conseguiríamos arranjar qualquer coisa.

 

 

 

Saint-Denis cada vez mais uma realidade, e ainda nem sequer estávamos lá. Mas deveríamos estar...

Os nossos colegas futuros médicos foram embora, desejámo-nos boa sorte, mas nós ficámos, a 'javardar' hamburguers e a procurar anúncios por Saint-Denis. Mas pois, mesmo em Saint-Denis não seria muito fácil, as horas iam passando e não parecia termos muita sorte nas chamadas que íamos fazendo...

- Ah o quarto não dá para duas pessoas!"

- Ah as visitas só para a semana!

- Ah já está alugado!

- Ah não vou atender a vossa chamada! (não era bem isto...)

 

Mas bem, o curso de integração começaria bem cedo no dia seguinte, e precisávamos de arranjar qualquer sítio para ficar a dormir nessa noite e de preferência perto da universidade.

Reservámos pela internet um quarto no Hotel F1 de Saint-Denis. Fartos de ver hamburguers e copos de Coca-cola à frente, pegámos nos sacos e arredámos pé.

Adeus Clichy...

 

publicado por Nuno às 13:42

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Estudantes do Institut Français d'Urbanisme

ver perfil

seguir perfil

4 seguidores
Procurar coisas:
 
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
17

18
19
20
21
22
23

25
26
27
30


Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
17

18
19
20
21
22
23

25
26
27
30


subscrever feeds
blogs SAPO